30/09/09

Movimento SEMPRE TRICOLORES!

Os amigos do Movimento Sempre TRICOLORES, Jorge e Rui, dirigem-se através do meu Blog, para vos dar a conhecer a sua nova iniciativa e de muita importância para nós verdadeiros Estrelistas e Tricolores. Fica então transcrito na integra o e-mail enviado por eles para a minha pessoa. Um grande abraço. ESTRELA SEMPRE!!!

Caros Amigos,

Em plena campanha para as Autárquicas, decidimos contactar os Partidos e Movimentos que se apresentam às Eleições na Amadora, por forma a saber que propostas sobre o ESTRELA integram nos seus Programas.

Para além de recordar e salientar a importância do ESTRELA, esta iniciativa procura informar os TRICOLORES sobre as intenções dos candidatos em relação ao Clube, assim as queiram revelar. Naturalmente que, para além da militância TRICOLOR, não nos move qualquer interesse ou preferência política, mas exigimos respeito pelo Clube e reconhecimento por 77 anos de História em defesa do bom nome da Cidade.

A nossa mensagem foi enviada para os seguintes destinatários locais: PS / Coligação Amadora Tem Futuro (PSD/CDS-PP/PPM) / CDU / Bloco de Esquerda / Cidadãos Independentes Pela Amadora / Movimento de Intervenção e Cidadania Pela Amadora.

"Exmºs Senhores,

O Movimento Sempre TRICOLORES, criado em Novembro de 2008 sem qualquer compromisso com antigos ou actuais dirigentes do ESTRELA ou candidatos a tal, existe para reunir os verdadeiros TRICOLORES, aqueles que sentem orgulhosamente e incondicionalmente o ESTRELA DA AMADORA como o seu Clube do Coração.

Num contexto local caracterizado por elevados níveis de criminalidade e marginalidade, o ESTRELA proporciona diariamente a centenas de jovens uma prática desportiva saudável e pedagógica, responsável por muitos exemplos de uma bem sucedida reinserção social.

No entanto e apesar de ser o maior símbolo da Cidade e o seu melhor embaixador, o ESTRELA vive a maior crise da sua história, sem que exista por parte da Autarquia um interesse declarado em defender o presente e viabilizar o futuro da Instituição. Quaisquer que sejam as razões desta indiferença, não é admissível que os representantes políticos da Cidade vivam de costas voltadas para o Clube que, ao longo dos seus 77 anos de História, sempre projectou a Amadora pela positiva ao nível nacional e internacional.

Assim e tendo em atenção o próximo acto eleitoral autárquico, gostaríamos de saber, em nome da Família TRICOLOR, quais são as propostas de acção do PARTIDO XXXXXXXXXX em relação ao CLUBE DE FUTEBOL ESTRELA DA AMADORA.

Cumprimentos

Jorge Pereira da Silva - Rui Martins da Silva

Sempre TRICOLORES"

29/09/09

Dani na Selecção Nacional de sub-20.

Paulo Alves, treinador da Selecção Nacional de Sub-20, convocou o lateral do Estrela cedido pelo Sp.Braga, Dani para o estágio que está a decorrer em Rio Maior.

Dani vai suprimir as ausências por lesão de Anthony Lopes guarda-redes do Lyon, Abel Pereira defesa cedido pelo Benfica ao Mafra e André Pinto defesa cedido pelo F.C.Porto ao Vitória de Setúbal.

Dani vai realizar esta terça-feira as duas e últimas secções de treino deste estágio que termina precisamente esta terça-feira. Dani já passou pelas Selecções Nacionais Portuguesas de Sub-17, Sub-18, Sub-19 e agora de Sub-20.

Dani só voltará aos treinos do Estrela na próxima quarta-feira onde voltará a estar ás ordens do técnico Jorge Paixão que prepara já a deslocação do nosso Estrela a Reguengos de Monsaraz para defrontar o Atlético local, domingo (04/10) pelas 15h.

27/09/09

EST.AMADORA 2-1 Pinhalnovense [Crónica].

II Divisão - Zona Sul - 3ª Jornada:

Árbitro: Marco Trombinhas - A.F.Beja.

Resultado ao Intervalo: 0-1.

Golos: 0-1 por Diego (32m); 1-1 por João Moreira (58m, g.p.), 2-1 por João Moreira (90m).

Disciplina: Cartão Amarelo: Renato Silva (42m), Paulo Renato (56m), Santamaria (57m) e Dani (88m).

Est.Amadora: Marco Pinto; Admilson "Gégé", Palmeira, Paulo Renato e Dani; Omar (Thiago Costa ao Intervalo), Marcelo Resende (Issa Sagna "Zázá" 88m) e Sérgio Marquês (C); Tiago Correia "Bébé", João Moreira e Anselmo.

Treinador: Jorge Paixão.

Pinhalnovense: Pedro Alves I; Pedro Caipiro, Tiago Sousa, Santamaria e Toninho (C) (Hugo Costa 63m); Renato Silva (A.Filipe 79m), Pedro Alves II, Eriksson e Mustafá; Quináz e Diego (Ismael 83m).

Treinador: Paulo Fonseca.

Vitória justa mas sofrida. O Estrela voltou a sofrer um golo contra a corrente de jogo ao minuto 32 da étapa inicial, quando muita confusão na área Tricolor, e com a nossa defesa aos papéis, Diego acabou atirar a contar para as redes de Marco Pinto. Apartir daí a nossa equipa andou um pouco perdida em campo até ao intervalo.

Intervalo que fez muito bem aos nossos jogadores e também a alteração de Jorge Paixão ao tirar Omar e a colocar o homem que modificou por completo o meio-campo do Estrela, Thiago Costa camisola 7.

O Estrela com mais coração de com cabeça, foi para cima do Pinhalnovense que defendia com os 11 jogadores atrás da linha da bola, o empate acabou por surgir ao minuto 58 na cobrança de uma grande penalidade por João Moreira (a par de Tiago Correia "Bébé" e Thiago Costa a serem os melhores em campo) a castigar um corte com o braço de Santamaria dentro da grande área após cruzamento de Anselmo na direita do ataque Tricolor.

O golo da vitória do Estrela surgiu já em cima da hora, ao minuto 90, por intermédio de um dos nossos homens da casa, João Moreira a bisar na partida. Canto cobrado na direita e João Moreira no coração da áerea a desviar de cabeça para o fundo da baliza defendida por Pedro Alves, ex-guarda-redes do Estrela que não teve quaisquer hipóteses de defesa. Golo muito festejado pelos jogadores, equipa técnica, sócios e adeptos do Estrela que este sábado marcaram presença no José Gomes e que derem um apoio muito importante à equipa rumo à primeira vitória no campenato que acabou por acontecer e de forma merecida.

No próximo fim-de-semana o Est.Amadora desloca-se a Reguengos de Monsaraz para defrontar o Atlético local.

FORÇA ESTRELA DA AMADORA!!!!!

Afinal ainda se lembram de nós...

Aqui se vê que o nosso clube não é um clube qualquer, apesar de tudo o que se tem passado nos últimos tempos por estas bandas...

Na partida da Liga Sagres disputada entre o Benfica e o Leixões, que deu mais uma vitória à equipa da 2ª Circular por 5-0, treinada por Jorge Jesus, nosso ex-técnico, o Leixões teve um jogo que tudo lhe correu mal, até depois do apito final do árbitro da partida.

Quando os jogadores se preparavam para abandonar o Estádio da Luz rumo ao norte, onde pelo meio tinham planeado jantar, o autocarro da formação de Matosinhos avariou.

Os jogadores após longa espera acabaram por jantar no Estádio da Luz, graças à disponibilidade dos dirigentes encarnados.

Mas, a viagem para o norte da equipa do Leixões não será feita ao que tudo indica no seu autocarro, mas sim no autocarro do nosso Est.Amadora!

Os dirigentes leixonenses solicitaram ao Estrela o empréstimo do respectivo autocarro para nele fazerem a viagem para Matosinhos, caso não seja possível resolver o problema mecânico, que continua a ser solucionado. O pedido foi prontamente atendido pelo nosso clube e o veículo já está no Estádio da Luz a aguardar que os jogadores leixonenses terminem a refeição.

Aqui se mostra a grandeza do nosso clube, apesar de poucos ou quase nenhuns nos darem a mão para ajudar, nós cá estamos sempre disponiveis para ajudar os outros!

Um gesto sem dúvida bonito da nossa parte, e que só nos fica bem, para dar mais uma chapada de luva branca em muita gente!

ESTRELA SEMPRE E COM O MAIOR ORGULHO DO MUNDO!!!!!

P.S: Votos de uma boa viagem até Matosinhos a toda a comitiva do Leixões.S.C e seus respectivos adeptos que vieram a Lisboa apoiar a sua equipa.

EST.AMADORA 2-1 Pinhalnovense [Fotos].






















25/09/09

Próximo Jogo:


3ª Jornada da II Divisão - Zona Sul:
...
Est.Amadora Vs. Pinhalnovense
...
Sábado (26/09/09) - 17H!
...
Ingressos para o jogo:

Sócios: 2,50€ (Com quotas em dia)
Público em Geral: 6€

TODOS AO ESTÁDIO!!! FORÇA, ESTRELA SEMPRE!!!

23/09/09

Filipe Martins 1 jogo fora.

O defesa-esquerdo Filipe Martins não vai ser opção do treinador Jorge Paixão, para a partida do próximo sábado ás 17h, no José Gomes, frente ao Pinhalnovense.

Filipe Martins foi expulso no passado domingo, na derrota do Estrela no Estádio Algarve frente ao Louletano por 1-0, já perto do final do encontro.

Quem também está de fora a cumprir o último jogo de castigo é Zezinando, depois de também ter sido expulso contra o Lagoa na 1ª jornada.

21/09/09

Sorteio da 3ª Eliminatória da Taça de Portugal.

Resultado do Sorteio:

Vieira - Vencedor Jogo 101.02.015*
Aliados Lordelo – Machico
Tondela – Oliveirense
Sporting.C.P – Penafiel
Cinfães - Pescadores Costa da Caparica
Académica de Coimbra – Portimonense
Paços de Ferreira – Aljustrelense
Leixões – Casa Pia
Merelinense – U.Leiria
União da Madeira – Alcains
Monsanto - S.L.Benfica
Cruzado Canicense – Vigor Mocidade
Leça – Chaves
Fátima – Vila Meã
Santa Clara – Marítimo
Beira-Mar – Torre Moncorvo
Oeiras – Operário dos Açores
Camacha – Paredes
Belenenses – Oriental
Vit.Guimarães – Feirense
Naval 1º Maio – Padroense
Sintrense – Pinhalnovense
Rio Ave – Esmoriz
Varzim – Nacional
Valeciano – Olhanense
União da Serra – Coimbrões
Atlético – Vit.Setúbal
Sp.Covilhã – Sp.Braga
Tirsense – Oliveira do Bairro
Freamunde – Carregado
Gil Vicente – S.L.Nelas
F.C.Porto – Sertanense

* Odivelas/Mafra/Estrela da Amadora

O Recurso já foi entregue por parte do Estrela, à decisão da F.P.F ao excluir o clube por utilização irregular de jogadores no jogo da 1ª Eliminatória frente ao Mafra, por não estarem devidamente inscritos.

Ainda não se sabe para quando uma decisão ao recurso Tricolor, mas concerteza que estará para breve, tendo em vista que com o atraso provocado, o Odivelas ainda espera adversário para disputar a 2ª Eliminatória no Arnaldo Dias. O vencedor do jogo do Odivelas Vs. Mafra/Estrela irá defrontar o Vieira do Minho fora.

Louletano 1-0 EST.AMADORA.

Árbitro: António Taia - A.F.Setúbal.

Resultado ao Intervalo: 1-0

Golo: Alan 22m.

Disciplina: Cartão Amarelo: Léo (33m), Pituca (49m), Matias (62m), Pintinho (67m) e Wénio (90m+3m). Cartão Vermelho directo a Filipe Martins (89m).

Louletano: Bruno Lúcio; Alan (Fausto Lúcio 77m), Britto, Cordeiro e Dante (C); Bruno Mestre, Pituca (Matias 58m), Léo e Alberto Louzeiro; Pintinho e Wénio.

Treinador: Paulo Renato.

Est.Amadora: Marco Pinto; Dani, Palmeira, Paulo Renato e Filipe Martins; Sérgio Marquês (C), Marcelo Resende (Abel Camará 56m) e Omar (Issa Sagna "Zázá" 56m); Tiago Correia "Bébé", João Moreira (Jaime 56m) e Anselmo.

Treinador: Jorge Paixão.

Vitória justa do Louletano sobre o Estrela, apesar da equipa Tricolor mostrou-se muito inconformada, e com um pouco mais de sorte podia ter trazido um ponto do Algarve.

O Louletano mostrou-se mais solto nas transições ofensivas, e aí esteve a diferença entre as duas formações que se defrontaram este domingo no Estádio Algarve.

18/09/09

Próximo Jogo:


Jogo complicado ao qual a nossa equipa vai dar a volta por cima!
FORÇA GRANDE ESTRELA!
ESTRELA SEMPRE!

Recurso ao C.J está a ser preparado.

O afastamento compulsivo do Estrela da Taça de Portugal por deliberação do Conselho de Disciplina (C.D) da F.P.F, na sequência da alegada utilização indevida de 14 jogadores ante o Mafra, indignou o presidente António Oliveira, que reclama ser "mais uma cabala contra o clube".


Oliveira, assevera que "o recurso ao Conselho de Justiça [C.J] está a ser elaborado e será entregue". "No comunicado 82, de 28 de agosto, respeitante à reunião de dia 21, era dado a saber que o emblema estava em condições de inscrever a equipa. Todavia, no dia 24 o sistema informático estava em baixo. Um problema ao qual somos alheios. No dia seguinte, as inscrições foram feitas" salientou.

António Oliveira vai mais além e acusa a F.P.F de dualidade de critérios. "Não tenho nada contra o Boavista, mas na sexta-feira passada, dia 11, os dirigentes daquele clube estiveram na sede da federação. O certo é que na quarta-feira já jogaram" vincou.

De notar que no dia 21 o C.D deliberou suspender, a partir de dia 24, os impedimentos à inscrição de atletas, por acordo para pagamento com Bruno Mauro, Tiago Rosa, Bruno Santos, Pedro Simões, Paulo Lopes, Zamorano, Hugo Morais e Rui Baião (ex-jogadores) e Vilaça (ex-treinador).

Ao mesmo tempo, o Estrela foi impedido de registar contratos ou renovações a partir de dia 28, por dívidas a Jeremiah e Rui Neves, deliberação entretanto suspensa desde dia 3 de Setembro.

Mais: no comunicado 102, de 9 de Setembro, no qual era divulgado o processo instaurado, foi anunciado que a partir de dia 4 de Setembro o Estrela enfrenta nova inibição por dívidas a Afonso Fernandes, Anselmo, Filipe Mendes, Jardel, Luís Vidigal, Marco Paulo, Nélson, N'Diaye, Rui Varela e Moreno.

Estrela fora da Taça de Portugal.

Já nada nos deixa surpreendidos, acontece de tudo ao nosso clube, não escapa nada, seja lá quem for os responsáveis das situações. O Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol, que, recorde-se, instaurou um processo disciplinar ao Estrela, puniu agora o nosso clube pela utilização irregular de 14 jogadores, no encontro da 1ª Eliminatória da Taça de Portugal, diante do Mafra, depois de ter vencido nas grandes penalidades o conjunto mafrense.

Se esta decisão se mantiver até final, o Mafra, irá medir forças com o Odivelas para ver quem segue em frente na competição. Certo é que o clube mafrense foi já notificado pela F.P.F e, para já, opta por não fazer comentários quanto a esta decisão, tal como o Estrela.

Ainda assim, o clube vai recorrer desta decisão para o Conselho de Justiça da F.P.F, tendo três dias para o fazer. Recorde-se que a Direcção de António Oliveira alega que as inscrições foram feitas no prazo, apenas um atraso na actualização do sistema de inscrições on-line da Federação inviabilizou a oficial inscrição e a consequente emissão de cartões de atletas.

17/09/09

Jorge Paixão é o técnico sem objectivos traçados.

Saiu António Veloso, chegou Jorge Paixão. Não demorou muito tempo o Estrela a encontrar novo treinador, recaindo a escolha num homem muito habituado à II Divisão mas que regressou há poucas semanas de Angola, onde orientou o Recreativo da Caála, clube da I Divisão do Girabola.

Não esteve muito tempo parado, agarrando a oportunidade de voltar de forma célere ao activo, na Amadora. Um projecto que abraça com esperança numa boa temporada: "As expectativas são sempre boas. Ainda estou naquela fase em que a principal preocupação é conhecer a equipa. É um plantel muito jovem, o que significa que tem também muita ambição. E isso é muito importante. Espero conseguir construir uma boa equipa."

Jorge Paixão assinou até ao final da temporada e garante que, embora o Estrela tenha caído da Liga para a II Divisão, a subida não lhe foi exigida: "A única coisa que me foi pedida pela Direcção foi para trabalhar e construir uma boa equipa. Para tirar dos jogadores, que têm muita qualidade, o máximo rendimento possível. Não me propuseram qualquer objectivo, nem a subida nem a manutenção."

Nota: O Estrela realizou esta quarta-feira um jogo particular frente ao 1º Dezembro no José Gomes, no primeiro jogo em que a equipa Tricolor foi dirigida por Jorge Paixão, que realizou muitas experiências e aproveitou para conhecer melhor os seus novos jogadores. Em relação ao resultado da partida, o 1º Dezembro levou de vencido o Estrela por 1-0, com o golo da equipa de Sintra a ser apontado por Angel.

15/09/09

Jorge Paixão é o novo treinador do ESTRELA.

O Estrela não esteve mais de 24 horas sem treinador. Já é conhecido o nome que por esta altura já deve ter sido apresentado como novo técnico, é ele Jorge Paixão.

Treinador de 43 anos já orientou formações do Casa Pia, Fátima, Real, Atlético, Pontassolense e Recreativo Caála, clube angolano no qual viveu a primeira experiência no estrangeiro e de onde saiu no mês passado, tendo agora vindo para o Estrela.

Jorge Paixão vai-se fazer acompanhar pelo seu adjunto Nuno Guia, dupla que estava a trabalhar desde Janeiro em Angola, tendo abandonado o clube de Caála no final de Agosto, inicio de Setembro. Jorge Paixão deixou o Recreativo Caála na 8ª posição do Girabola à 20ª Jornada, a seis, do final do campeonato.

Jorge Paixão já deverá orientar o treino desta quarta-feira, onde vai começar a preparar a importante deslocação a Loulé para defrontar o Louletano. Ao Jorge Paixão e sua restante equipa técnica desejo as maiores felicidades e que à segunda, já que não foi possivel com António Veloso ao qual também envio os votos das maiores felicidades para o seu futuro, coloquem o Estrela no seu devido lugar.

Confirmação oficial de António Oliveira.

António Oliveira confirmou ao jornal Abola a saída do técnico António Veloso do comando da equipa Tricolor. Apesar de não entrar em grande pormenores.

"Foi uma rescisão amigável, que não se deveu a maus resultados. Conversámos e sentimos que algumas coisas tinham de mudar. A equipa técnica de António Veloso vai agora seguir o seu caminho e o Estrela vai seguir o seu. Não foi, repito, devido a maus resultados que Veloso deixou o Estrela, uma vez que o campeonato ainda agora começou e, além disso, toda a gente sabe que noutras ocasiões eu já aguentei treinadores durante séries de maus resultados" disse António Oliveira ao mesmo jornal desportivo na edição desta terça-feira.

Com António Veloso saíu com ele o adjunto João Cristóvão. Valter Onofre mantem-se na equipa técnica como homem da casa. Em relação aos restantes elementos vai depender do que o novo técnico pretender.

A.Veloso já não é treinador do Estrela.

Após o treino de ontem, e com uma reunião com António Oliveira, António Veloso deixou de ser o treinador do Estrela.

Ainda não se sabe ao certo o que motivou a saída do técnico, mas concerteza que não terá sido por maus resultados, com uma pré-época onde só perdeu um jogo, frente ao Estoril, e já na competição a doer, conta com uma passagem à 2ª Eliminatória da Taça de Portugal, e uma derrota frente ao Lagoa em casa na estreia no campeonato.

12/09/09

Paulo Renato recuperado.

O defesa central Paulo Renato (na foto nos tempos que representava o Sporting.C.P), que ainda não se estreou com a camisola Tricolor devido a lesão, já o poderá fazer sem qualquer impedimento.

O central já se voltou a treinar sem limitações com os restantes companheiros que preparam assim, a deslocação do próximo fim-de-semana ao Estádio Algarve, onde o Estrela vai defrontar o Louletano na 2ª jornada da II Divisão Zona Sul.

ESTRELA quer (e vai) voltar a brilhar.

Como se sabe, não correu da melhor forma o primeiro jogo do Estrela na 2ª Divisão, Zona Sul, com uma derrota em casa, com o Lagoa (0-1), mas o desaire não demove da missão para esta temporada: subir de divisão. Já!

Na época passada, o nome do nosso clube andou em tudo o que é noticiário, devido a salários em atraso aos jogadores e equipa técnica. Existiram promessas semanais de pagamentos e até ameaças de greve. Ainda assim, o Estrela acabou a Liga em 11º e foi às meias-finais da Taça de Portugal. Mas desceu por razões administrativas. O clube não preencheu os requisitos necessários para se inscrever. E, mais de 20 anos depois, um histórico do futebol português, com uma Taça no palmarés e uma presença nas competições europeias, regressou à 2ª Divisão. Fora dos campeonatos profissionais.

Actualmente, o presidente António Oliveira ainda está a regularizar as dívidas a jogadores da época transacta. O Estrela deve 672 mil euros aos futebolistas, entre ordenados e prémios de jogo.

Para esta temporada, o Estrela voltou à estaca-zero. Montaram um plantel novo, contrataram um director desportivo ("Bessone" Morais, ex-Real.S.C), depois da saída de José Luís, e um treinador novo: António Veloso, antiga glória do Benfica, ex-treinador do Oeiras e pai do sportinguista Miguel Veloso. Depois de passagens pelo distrital, entre Malveira e Oeiras, Veloso subiu o Oeiras à 3ª Divisão, mas não chegou a acordo para continuar. Foi uma aposta pessoal de António Oliveira para a missão.

"Sou ambicioso e queria equipas com mais ambição. Surgiu o Estrela e agarrei com unhas e dentes", afirmou Veloso. O técnico admite que a situação do clube na época passada não o deixou indiferente. ''Essas questões preocupam sempre, mas eram um mal menor." A verdadeira preocupação era outra. E mais importante. Afinal, só tinha dois jogadores.

"A minha preocupação era conseguir uma equipa, uma coisa que não havia. Fizemos tudo do zero. Muita hora sem dormir e graças à força do presidente, conseguimos. Qualquer outra pessoa tinha desistido. A cada dia novo, tínhamos de resolver um problema de um jogador", recorda Veloso. Foram todos inscritos no último dia, depois da Direcção pagar alguns impedimentos.

Alvo a abater

No primeiro jogo da época, o Estrela eliminou o Mafra para a Taça de Portugal, no desempate por grandes penalidades. Marco Pinto, guarda-redes, defendeu duas grandes penalidades no tempo regulamentar e mais três na lotaria. Foi uma amostra do que espera o Estrela, numa competição muito competitiva, entre formações de valia semelhante. Para Veloso, o nome do Estrela pode virar-se contra o clube.

"Há uma motivação extra nos adversários para vencer o Estrela. Temos de ultrapassar isso", alerta o treinador, sem tirar o pensamento da subida "Foi isso que me pediu o presidente e é essa a nossa meta Mas não vai ser fácil. Há equipas na 2ª Divisão que investiram mais do que o Estrela", avisa António Veloso.

António Oliveira - Presidente do Est.Amadora
"Queriam o clube nos regionais."

A presença na 2ª Divisão é o princípio do resto da vida do Estrela?
- Não. O Estrela vai continuar a viver. Tenho muita tristeza por ver o Estrela cair nesta divisão. O que fizeram ao clube foi de grande injustiça. Caiu o Estrela e não caíram outros. Fizeram do Estrela uma bandeira.

Acha que foi o elo mais fraco?
- O Estrela foi o elo mais fraco e quiseram fazer do clube o bode expiatório dos problemas do futebol português. Iremos para os tribunais e vão decidir se os pressupostos de inscrição dos outros clubes estão correctos. A dra. Andreia Couto [directora executiva da liga] disse-me que, devido ao mediatismo do caso, o prazo não podia ser adiado. Faltavam-me as declarações de jogadores, o que também faltava a outros clubes. Os tribunais vão decidir.

Está a dizer que o Estrela pagou pelo mediatismo do caso?
- Pagou. Houve dirigentes que, para esconder o mal deles, andaram na praça pública a acusar-nos de concorrência desleal.

Como ficou a situação dos ordenados em atraso?
- Está a correr. Já pagámos a quatro ou cinco jogadores de forma integral. Tudo estamos a fazer para que recebam.

Foi difícil inscrever a equipa na 2ª Divisão?
- Muito. Ficámos com dois jogadores e 300 mil euros de impedimentos. Os próprios jogadores, quando diziam estar em negociações com o Estrela, eram avisados. Foi por isso que pagámos dois meses adiantados a todos.

Qual é o objectivo?
- Subir. O Estrela não pertence a este campeonato. Muita gente queria o clube nos Regionais, por interesses obscuros. O Estrela quer subir já este ano e foi isso que pedi aos jogadores.

Porque é que o Estrela não desperta atenção na própria cidade?
- Não sei, mas lamento. É pena que as entidades da Amadora não se lembrem que quem levou o nome da cidade ao país e ao estrangeiro foi o Estrela. O clube devia estar sediado noutra cidade. Teria mais apoios, de certeza.

Foi das pessoas que mais apareceu na época passada. Está cansado?
- Muito. Em seis anos, tive receitas penhoradas em cinco. Só uma pessoa cega e sem nada na cabeça mantinha uma equipa profissional e 400 miúdos na formação e resto de modalidades. Muita gente queria que o clube fechasse portas, mas não abandono o barco. Nem vai ao fundo.

Odivelas-EST.AMADORA suspenso.

O jogo Odivelas Vs. Estrela, da 2ª Eliminatória da Taça de Portugal, foi suspenso, depois de o Conselho de Disciplina federativo ter adiado a decisão sobre o processo disciplinar imposto ao Estrela por alegada utilização irregular de jogadores.

Fonte da Federação Portuguesa de Futebol (F.P.F) revelou à Agência Lusa que o órgão disciplinar nomeou hoje um relator, que irá apresentar um acórdão na próxima reunião de sexta-feira, para ser apreciado e votado pelos membros do organismo.

Na verdade era de estranhar se este caso, que a provar a verdade dos factos apresentados pelo Estrela e pela A.F.Lisboa, que foi um erro informático, e que o Estrela tinha tudo legal para o jogo não tivesse ocorrido esse tal erro informático, que se resolve-se tão rápido no futebol português, era um mau exemplo.

Mais uma semaninha à espera não faz mal a ninguem que trabalha arduamente nos escritórios da F.P.F. "É pra amanhã que não faço hoje!"

João Moreira como novo.

João Moreira tem agora 23 anos. O avançado foi um dos últimos reforços do nosso Est.Amadora, clube onde começou a jogar. Seguiram-se Valência, Rayo Vallecano, Valência "B", Nacional, Leixões e Beira-Mar, tempos de empréstimos e lesões que fizeram com que a sua carreira não tivesse trilho tão fulgurante quanto desejava.

De regresso à casa mãe, o avançado, internacional sub-21, acredita que os tempos são de mudança.

"Entendo esta minha vinda para o Estrela como mais uma oportunidade para relançar a minha carreira. Nos últimos cinco anos não tive muitas oportunidades para mostrar o meu valor. Na Reboleira vou querer evidenciar-me. Baixar à II Divisão? Não considero que seja desprestigiante estar nesta competição. Muitas vezes há que saber cair para nos levantarmos com outra garra e motivação" desfere o atacante, que também regressou à posição de origem.

"Tenho estado a jogar a extremo-direito, que era a minha função inicial. A extremo ou avançado, o que quero é fazer o mais número de jogos possível. Tenho 23 anos, sou novo mas nas últimas três épocas só tenho feito 15 jogos por temporada. Agora quero que seja tudo muito diferente e melhor. Quero jogar muito mais e impor-me. Tenho ainda muito a dar ao futebol português" considera João Moreira, elogiando o grupo que encontrou na Amadora.

"É uma equipa jovem, com ambição, que quer ver o clube onde ele pertence que é a Liga. Desceu por motivos não desportivos."

Pronto a fazer do Est.Amadora a sua rampa de relançamento, João Moreira recorda também com saudade as idas à Selecção Nacional:

"Claro que queria estar bem para que eles me voltassem a convocar. Já me conhecem, já lá estive...".

10/09/09

Derrota em particular com o Carregado.

O Estrela perdeu esta quarta-feira de manhã no José Gomes com o Carregado por 1-3. Em mais um jogo que serviu para testar os jogadores, o Estrela até saíu para o intervalo a ganhar por 1-0, com um golo apontado pelo defesa-central Wallacy (43m), uma primeira parte até bem jogada peça nossa equipa.

Na segunda parte tudo foi diferente, e o nivel da exibição do Estrela caíu, e com as alterações feitas em ambas as formações, não ajudou. O Carregado deu a volta ao resultado e até de forma expressiva se assim se pode dizer, 1-3, com golos de Pedro Dionísio (55m), Tiago Rente (73m) e Pina (84m).

Na verdade a equipa apresentada pelo Carregado no segundo tempo, ao contrário do Estrela, esteve próxima da que tem sido utilizada pelo técnico João Sousa nos três jogos realizados na Liga Vitalis, onde o Carregado conta com uma vitória (Gil Vicente), um empate (Penafiel) e uma derrota (Trofense).

No final e nas reacções à partida particular, os técnicos ficaram satisfeitos, mais João Sousa, que saíu vitorioso.

"A equipa esteve melhor na segunda parte, na qual se apresentou mais organizada" vincou João Sousa, assumindo, que "o Estrela dominou na primeira parte, tendo merecido o golo".

Já António Veloso revela, que "na primeira metade, o Estrela apresentou-se próximo do pretendido, com circulação de bola, oportunidades criadas; concretização e mantendo o adversário longe da baliza".

09/09/09

Recurso entregue, decisão para breve.

O Estrela já entregou na F.P.F recurso referente ao processo disciplinar que lhe foi instaurado, baseado em inscrições irregulares aquando do jogo da 1ª Eliminatória da Taça de Portugal, frente ao Mafra.

O presidente António Oliveira reclama inocência do clube como já aqui foi publicado.

Hoje foram ouvidas testemunhas, a decisão do Conselho de Disciplina deverá ser conhecida até final desta semana, visto que, domingo, já se joga a 2ª Eliminatória da prova, no Estádio Arnaldo Dias, em Odivelas, frente à equipa local.

07/09/09

EST.AMADORA 0-1 G.D.Lagoa: Crónica.

II Divisão - Zona Sul - 1ª Jornada:


Árbitro: Rogério Ribeiro - A.F.Santarém

Resultado ao Intervalo: 0-0

Golos: Vandi 62m.

Disciplina: Cartão Amarelo: Diouf (13m), Ivo Nicolau (54m), Miguel Boto (69m), Ivo Gonçalves (70m), Brito (76m) e Filipe Martins (90m+1m). Cartão Vermelho directo a Zezinando (87m).

Est.Amadora: Marco Pinto; Zezinando, Admilson "Gégé", Palmeira e Filipe Martins (C); Thiago Costa (Issa Sagna "Zázá" 82m), Pedro Carvalho (Omar 58m) e Marcelo Resende (Abel Camará 65m); João Moreira, Anselmo e Tiago Correia "Bébé".

Treinador: António Veloso.

G.D.Lagoa: Ivo Gonçalves; Ivo Nicolau, Márcio Candeias, Janita e Nélson (C); Miguel Boto, Vandi, Brito (Hernâni 76m) e Diouf; Douglas Codó (David Rosa 89m) e Atabu (Lamy 72).

Treinador: Luís Coelho.

Resultado injusto para o nosso Estrela, mas também, seja a verdade, temos de aplicar a velha e dura máxima do futebol, quem não marca, sofre, e foi o que aconteceu este domingo no José Gomes.

O futebol não foi lá muito bem jogado por parte das duas formações, mas o Estrela teve sempre mais posse bola e comandar as operações, contra um Lagoa que defendia com os onze jogadores atrás da linha da bola. Não ajudou também a forma como o Estrela tentava chegar com a bola à grande área contrária, com constantes passes longos e por alto, muitos deles mal feitos, outros aliviados por jogadores mais defensivos da formação algarvia.

Ao minuto 62 o balde de água fria para os sócios e adeptos do Estrela que marcaram presença no José Gomes e tão bom apoio derem à equipa, Vandi, após vários ressaltos ficou isolado perante Marco Pinto e atirou para o fundo das redes sem hipoteses para o guardião Tricolor.

Para juntar a isto, nota também para as várias oportunidades de golo perdidas por parte dos nossos jogadores, duas delas, escandalosas, já em tempo de compensação da 2ª parte, por Zázá e Bébé.

EST.AMADORA 0-1 G.D.Lagoa [Fotos].