06/06/10

Gégé é reforço do Trofense.

Depois do guarda-redes Ricardo Janota se transferir para o clube da Trofa, Admilson Estaline Dias Barros mais conhecido por Gégé, também lhe vai seguir as pisadas e ruma também para ao norte do país para defender as cores do Trofense da Liga de Honra.
Gégé assinou contrato com a duração de uma época.

Gégé chegou ao Estrela no inicio da época que agora terminou vindo do Sp.Pombal. O defesa deu nas vistas nos Jogos da Lusofonia onde representou a Selecção de Sub-20 de Cabo Verde que acabou mesmo por conquistar a medalha(s) de ouro. Com o decorrer da época Gégé chegou à Selecção de Sub-21 do seu país e pelo seu crescimento promete não ficar por aqui.

De recordar que Gégé logo na semana seguinte ao Estrela ter terminado o campeonato, esteve a treinar-se à experiência no Gil Vicente onde acabou por não ficar.

Foi um dos jogadores revelação e em destaque no nosso Estrela esta época. Com exibições muito regulares e com qualidade, aliado ao seu esforço e dedicação, o valor e o carinho aos olhos dos sócios/adeptos Tricolores cresceram com o passar do tempo.

Renovando votos ao Ricardo Janota, e agora desejar ao Gégé, boa sorte e muitas felicidades para este novo desafio nas suas respectivas carreiras, e obrigado por terem defendido tão bem as nossas cores!

5 comentários:

JPS disse...

Um rapaz humilde, um bom profissional, um central com qualidades a desenvolver.

Deixa saudades na Amadora, pela forma séria e determinada como defendeu as nossas cores.

Boa Sorte Gégé. Um Abraço TRICOLOR.

sócio 2368 disse...

boa sorte para ele, representou bem o estrela...

RJ disse...

É bom ver esses comentários. É sinal que o Trofense está a escolher bem

Anónimo disse...

Força Gégé e que tu e o Estrela se voltem a encontrar em breve.

Anónimo disse...

força gégé. tenho pena que não possas ficar mais um ano. se te pudessemos segurar, mas a verdade é que o clube ja nao tem condiçoes.

para a proxima época (se lá chegarmos) temos que subir a equipa dos juniores e buscar 10 jogadores emprestados (com os outros clubes a pagarem o ordenado inteiro).

é a única forma e pode até nao chegar